sábado, junho 24, 2017

Ação amplia proteção de áreas verdes


A Secretaria do Ambiente e o Inea (Instituto Estadual do Ambiente) concentram esforços em ações para ampliar a cobertura de Mata Atlântica e buscar o desmatamento ilegal zero deste importante bioma até 2018. Uma dessas iniciativas é o projeto Olho no Verde, que será lançado hoje, durante o III Encontro de Secretários de Meio Ambiente dos Estados da Mata Atlântica, na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), no Centro do Rio.
Fruto de uma parceria entre a secretaria, o Inea e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ/ Coppetec), o projeto envolve o monitoramento sistemático da cobertura florestal de uma área de sete mil quilômetros quadrados, onde se localizam os principais remanescentes florestais do estado.
Para isso, utiliza imagens de satélite de alta resolução obtidas semanalmente, o que permite identificar, com precisão, o corte até mesmo de uma única árvore. A secretaria divulgará a relação dos municípios com maior número de ocorrências de desmatamento no ano passado.
Em 2016, foram selecionados 326 alertas (imagens) para vistoria, dos quais 196 casos indicaram supressão de vegetação e/ou alguma intervenção irregular local.
Fonte: Diário de Petrópolis

sexta-feira, junho 23, 2017

Petrópolis abre o burgo alemão nesta sexta-feira com o início da 28ª Bauernfest

Durante 10 dias Petrópolis é tomada pela influência germânica e se transforma em um verdadeiro burgo alemão com muita festa e diversão. É a 28ª Bauernfest, que começa nesta sexta-feira (23.06) no Palácio de Cristal e arredores. A abertura oficial será às 19h com a apresentação da Banda do 32º Batalhão de Infantaria Leve e sangria do primeiro barril de chope. A animação segue até 2 de julho com programação repleta de atividades culturais e dança folclórica que resgatam as tradições dos colonizadores, além da culinária típica, que não pode faltar.

            “A Bauernfest é o carro-chefe de Petrópolis, o evento mais tradicional da cidade. Temos orgulho de ser a segunda maior festa do gênero no país e por ela resgatar e valorizar a nossa origem, celebrando a cultura dos nossos colonizadores. É uma festa que atrai pessoas de vários lugares do país, inclusive de outras cidades também colonizadas por alemães, que querem conhecer mais a cultura germânica. Esse é o momento ápice no calendário do município, que atrai turistas e visitantes. Eles se encantam pela festa e, claro, por nossa cidade”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

            A Festa do Colono Alemão chega nesta edição com novidades e ganha ainda mais espaço para receber público de 320 mil pessoas. Além do coração da festa no Palácio de Cristal com o Palco Koblenz, o público contará também com mais dois burgos:  o Palco Koeler na Praça da Liberdade e a novidade deste ano, o Palco Biergarten na Praça Visconde de Mauá, que terá edição especial da Deguste. Um espaço especial dedicado à produção local artesanal, o Biergarten terá uma programação com ritmos atuais e de música alemã contemporânea. A produção artesanal também estará presente dentro do Palácio de Cristal.

Mais de 80 apresentações no palco principal

O principal palco da festa, o Koblenz, terá a dança folclórica como grande protagonista, com mais de 80 apresentações com oito grupos da cidade, além de grupos convidados de outras cidades. Eles também são a grande atração nos tradicionais desfiles que acontecem nos dois domingos da festa - dias 25 e 2 de julho -  com concentração às 10h e saída 11h na Rua da Imperatriz, em frente ao Museu Imperial.  Os grupos estarão encantando, ainda, o primeiro Desfile de Luzes, que será realizado no dia 29 de junho. A concentração será 18h, em frente à Igreja Luterana (Avenida Ipiranga), de onde sairão às 19h.

No palco Koeler, na Praça da Liberdade, o público vai conferir atrações culturais com grupos diversos, contação de histórias em uma programação diferenciada para toda a família. E no Petropolitano F.C. a diversão se estende aos maiores de 18 anos com o divertido Baile do Fritz.

“É um evento muito importante para a cidade, por resgatar a história da nossa colonização, e também para o Turismo. A Bauernfest acontece durante nossa alta temporada e é certamente mais um atrativo para os turistas e visitantes que têm a oportunidade de conhecer um pouco mais dessa influência germânica apreciando e desfrutando de tudo o que a festa oferece”, declara o secretário Marcelo Valente.


“Chegou o período em que nós, petropolitanos, exaltamos a nossa colonização celebrando a tradição com muita festa, muita atração cultural, o burgo com comidas típicas, o tradicional chope em metro, enfim, é o momento em que resgatamos essa cultura germânica aqui na Cidade Imperial”, destaca Leonardo Randolfo, presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, que operacionaliza a festa em conjunto com a TurisPetro.
                       
Concursos agitam a Bauernfest

 A influência germânica em Petrópolis é exaltada em diversas manifestações e também nos concursos que não podem faltar na programação da Festa do Colono Alemão. Concurso da Realeza da festa, de Poesia, chope em metro e chapéu mais enfeitado já são tradição. Este ano será lançando ainda o Concurso de Cuca e o Concurso da lanterna mais bonita, que será avaliada no Desfile de Luzes – outra novidade da festa – no dia 29 de junho, às 19h.

A Rainha e Princesas da Bauernfest já estarão encantando o público da nesta sexta-feira (23.06). A Rainha Larissa Graebner, a Primeira Princesa Ana Beatriz Zillig Klippel e a Segunda Princesa Tânia Mello foram eleitas no dia 17 de junho em clima de festa. Uma atração à parte na Festa do Colono Alemão, a realeza também representa a cidade em todos os eventos que participam.

Com inscrição encerrada, o Concurso de Poesia será realizado no dia 29 de junho, no Palácio de Cristal. Representando o segmento de literatura na programação da festa, o concurso faz homenagem à colonização alemã em Petrópolis – que é o tema obrigatório aos participantes. Já a novidade apetitosa desta edição, o Concurso de Cuca teve as inscrições encerradas nesta quinta-feira (22.06). A competição acontece no dia 25, às 16h, no Palácio de Cristal.

Os concursos de chope em metro e do chapéu mais enfeitado são os mais aguardados da Bauernfest. Permitido apenas para maiores de 18 anos, o do chope em metro acontece de 24 a 02 de julho, às 20h, exceto a grande final que acontece às 19h no último dia do evento. As disputas pelo chapéu mais enfeitado acontecem nos dias 24 de junho, às 16h, e 1º de julho, às 15h. Ambos são realizados no Palácio de Cristal, onde deve ser feita a inscrição uma hora antes do evento.

A programação completa da 28ª Bauernfest pode ser conferida no site oficial do evento pelo endereço www.bauernfestpetropolis.com.br.
Fonte:Diário de Petrópolis 

quinta-feira, junho 22, 2017

Obra da Nova Subida da Serra pode ser retomada em agosto

Em reunião com o Ministério Público Federal (MPF) na procuradoria de Petrópolis, representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) disseram que estudam uma ação judicial contra a concessionária do trecho petropolitano da BR-040, a Concer. Também foi dito que o Ministério dos Transportes já tem recursos em caixa e rubrica do orçamento para recomeçar as obras da Nova Subida da Serra, possivelmente em agosto. O Diário teve acesso à ata da reunião.

A reunião ocorreu no último dia 7 de junho, para que a ANTT prestasse contas sobre o andamento das providências relacionadas às obras da BR-040. A agência está encarregada de analisar, corrigir e cobrar as correções no projeto executivo da obra, que tem irregularidades. O projeto foi analisado em cinco lotes, sendo que o último, referente ao trecho do túnel e da ligação Bingen-Quitandinha, terminou a análise recentemente.
A obra está 46,11% completa, segundo a Concer, e 41,24% completa, segundo a ANTT, que calcula que decidirá se aprova o projeto revisado, ou não, até o dia 06 de julho. A previsão do orçamento para a concessionária é de R$ 1,17 bilhão, em valores de maio de 2012, incluindo aí as obras já executadas. O diretor da ANTT, Sérgio de Assis Lobo, disse que o Ministério dos Transportes já tem recursos para a obra, e rubrica específica no orçamento, mas só pode liberar o dinheiro quando tiver a aprovação do projeto.
A Concer teria apresentado todos os documentos dentro dos prazos, mas alguns lotes não estavam em condições de serem aprovados, segundo o superintendente da Superintendência de Exploração da Estrutura Rodoviária (Suinf-ANTT), Luiz Fernando Castilho.

Castilho disse na reunião que a ANTT estudou os parâmetros para a eventual abertura de um processo judicial contra a concessionária, com base na Lei das Licitações (lei nº 8.987 de 1995). O artigo citado, número 38, prevê sanções contratuais ou caducidade (extinção) da concessão no caso de falha em executar parte do contrato, por exemplo, quando “o serviço estiver sendo prestado de forma inadequada ou deficiente”. A empresa teria 20 dias para apresentar justificativas.

Houve uma reunião entre a ANTT e a Concer no dia 02 de maio, onde foi discutida a necessidade de a concessionária apresentar um projeto unificado e atualizado de toda a obra, que contenha os detalhamentos estipulados pela ANTT. Isso porque a Concer protocolou o projeto no dia 15 de maio, antes de ter atendido a todas as exigências da ANTT.

O caso está com as procuradoras da República Joana Barreiro Batista e Vanessa Seguezzi, da procuradoria de Petrópolis.

Procurada, a Concer enviou nota na qual afirma que “permanece à inteira disposição da ANTT, bem como dos demais órgãos que, de alguma forma, atuam na questão da Nova Subida da Serra, mantendo a mesma postura que assumiu desde que se viu obrigada a paralisar as obras da NSS. Como uma das principais interessadas numa solução consensual que permita a retomada do empreendimento, a Concessionária continua esclarecendo questionamentos e cumprindo as demandas apresentadas pelo poder concedente, sempre com o intuito de fazer parte de um cenário que viabilize o reinício da Nova Subida da Serra”.

A Concer ressalta que “é credora da União e que a paralisação da NSS foi motivada única e exclusivamente pelo desequilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão, causado pela inadimplência da União para com a empresa. A empresa lembra ainda que por muitos anos esteve entre as 10 melhores rodovias do país, resultado do conjunto de investimentos e compromisso da concessionária com seus usuários, e que trabalha para sanar as consequências do desequilíbrio do contrato de Concessão”.
Obra ficaria pronta em 18 meses

Segundo o coordenador-geral de contencioso da ANTT, Milton Carvalho Gomes, o programa da Concer “provavelmente” aponta prazo de 18 meses para execução das obras restantes. O que, segundo ele, é um prazo apertado, embora seja possível do ponto de vista da engenharia.

Carvalho Gomes disse também que os principais problemas no túnel foram “superados”, e já existem condições para analisar o orçamento do lote, mas as soluções ainda precisam ser incluídas no projeto final. Além disso, a concessionária precisa apresentar um plano de operação e controle de tráfego antes do início da operação do túnel.

A ANTT também apresentou ao Ministério Público os relatórios de avaliação do desempenho da concessionária na operação da rodovia, em que foram apresentados vários pontos que a concessionária terá de explicar, num prazo de 20 dias. Existe uma sinalização da ANTT para a retomada das obras em agosto.
Ao fim da reunião, foram definidos prazos para a ANTT entregar documentos e informações sobre a análise do projeto da obra, além das providências adotadas para solução dos problemas apontados no desempenho da operação da rodovia.
Fonte:Diário de Petrópolis 

quarta-feira, junho 21, 2017

Gastronomia, cerveja e artesanato na terceira edição do Festival AgroSerra

O Festival AgroSerra – da Roça ao Prato, que desde 2015 movimenta a Praça de Secretário, em Petrópolis, acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de julho. Os visitantes poderão desfrutar mais uma vez do clima acolhedor, do friozinho da serra, das delicias gastronômicas e do artesanato da região.

Neste ano, o Festival terá como tema o aproveitamento integral dos alimentos. Segundo Janice Caetano, organizadora do AgroSerra, o objetivo é chamar a atenção sobre a importância de uma alimentação sustentável. “Existe um grande desperdício de cascas, de sementes e de raízes, que poderiam ser ótimos ingredientes para estar no prato, mas são comumente descartados. A nossa intenção é despertar o interesse das pessoas para o tema. O descarte é cultural e temos que mudar este hábito. Além do ganho nutricional, também geramos menos lixo”, comenta. O AgroSerra tratará do aproveitamento integral dos alimentos por meio de oficinas e workshops voltados para adultos e crianças.

O evento reunirá mais de 40 expositores, entre produtores e empreendedores da região.
 Além da grande variedade de produtos em exposição, como cervejas e cachaças artesanais, queijos, legumes e verduras orgânicos, doces, compotas, conservas e artesanato, os visitantes poderão aproveitar, ainda, uma série de atividades gastronômicas, culturais e musicais. A programação completa do AgroSerra será divulgada nas próximas semanas nas mídias sociais do evento (Facebook: AgroSerra – da Roça ao Prato e Site: www.festivalagroserra.com.br).
Fonte: Hugo Franco Bragança

terça-feira, junho 20, 2017

Arrastão na Washington Luiz assusta petropolitanos


Os motoristas que trafegavam pela Rodovia Washington Luiz tiveram que conviver, mais uma vez, com cenas de pânico no fim da tarde de domingo (18). Bandidos fizeram mais um arrastão na principal via de ligação entre Petrópolis e Rio de Janeiro. Veículos foram assaltados e um idoso de 63 anos foi atingido por uma bala perdida. A sensação de insegurança afeta diretamente petropolitanos que viajam frequentemente para a capital do Estado.


Para quem passa pela rodovia, esse tipo de ação não é novidade: há duas semanas, outro arrastão foi registrado na altura do acesso ao Arco Metropolitano. O assalto que resultou no assassinato do Frei Antonio Moser, em março do ano passado, que chocou os petropolitanos, também foi registrado nas proximidades do local.


O advogado petropolitano José Luiz Braga, que mora no Rio e passa os fins de semana na Serra, passou pelo local na hora do arrastão. Ao Diário, ele relatou os momentos de tensão que passou ao voltar para casa.
- Saí de Secretário, onde passo os fins de semana, por volta de 17h, e antes da “Reta do Aipim” o trânsito já estava muito ruim, já ficamos preocupados. Depois, melhorou até a entrada do Arco Metropolitano, quando piorou de novo. Aí, vi os motoristas começaram a trafegar pelo acostamento e entrando pela contramão. Fiquei muito tenso. Apesar de ter um carro blindado, nunca imaginei “testar” a blindagem – disse José Luiz.
E essa não foi a primeira vez. Há duas semanas, o advogado já havia passado por um susto.


- Já tinha tido uma experiência péssima na Linha Vermelha, há mais ou menos 15 dias. Um bandido bateu com a pistola no vidro do meu carro. Fico assustado. Subo e desço muito com os meus netos e ficamos preocupados. Tenho casa em Petrópolis, passo meus finais de semana na cidade e já estou pensando em mudar os horários de ida e volta. Se continuar assim, vou ter que repensar tudo isso – afirmou.


Braga lamenta que o Estado do Rio de Janeiro tenha chegado a esse ponto. Para ele, as autoridades de Petrópolis precisam se mobilizar para pressionar o reforço da segurança no local.


- Estamos vendo a total falência do Estado. Os bandidos estão cada vez mais ousado, e são os verdadeiros donos do Estado do Rio, pelo que estamos vendo. As pessoas estão começando a ficar com medo de subir a serra. Essa situação é péssima para Petrópolis, pois aumenta a insegurança, diminui a renda, o número de turistas, prejudica o comércio, enfim, a cidade toda. As autoridades de Petrópolis precisam se mobilizar nesse sentido – sugeriu.


Na segunda-feira, representantes de entidades manifestaram preocupação com os freqüentes arrastões na Rodovia Washington Luiz. O presidente da 3ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, Marcelo Schaefer, afirmou que a OAB – Petrópolis pretende cobrar dos órgãos públicos uma atenção especial para a questão.


- É uma situação que tem se repetido, lamentavelmente, e não estamos vendo nenhuma iniciativa no sentido de impedir essas ações. A questão fica cada vez mais grave, mas continua sendo tratada de uma forma que não surte efeito, como se fosse dentro das ações normais. É necessário dar atenção especial para impedir que essa situação fique cada vez mais grave – disse Schaefer.


Para o presidente do Conselho Comunitário de Segurança da 26ª Área Integrada de Segurança Pública (CCS – Aisp 26), Lédio Ferreira, o principal problema é a falta de efetivo suficiente da Polícia Rodoviária Federal para cobrir todas as rodovias do Rio de Janeiro.


- Nas reuniões do Conselho Comunitário de Segurança, temos a presença de integrantes da PRF e temos visto o trabalho que eles desenvolvem. Infelizmente, no entanto, esse tipo de ação ainda acontece. A Polícia Rodoviária Federal não sofre com os mesmos problemas que as forças estaduais de segurança, mas o efetivo é pequeno, e eles não conseguem estar em todos os lugares ao mesmo tempo. É preciso aumentar o efetivo para dar maior cobertura – acredita.


O vereador Jamil Sabrá Neto (PDT) sugeriu que a Prefeitura peça, por meio de ofício, um reforço na segurança na Rodovia Washington Luiz para as próximas semanas, por conta do aumento do fluxo de veículos causado pela realização da Bauernfest.


- Os arrastões estão se tornando um problema crônico, e os moradores de Petrópolis começam a sofrer os efeitos da crise pela qual passa o Estado do Rio de Janeiro. Estamos perdendo as forças de segurança. Acredito que o poder público municipal deve informar que o fluxo de veículos vai aumentar, por conta da Bauernfest, pedindo um reforço no policiamento, e que esse pedido vindo do Executivo terá maior força – declarou Jamil.

Fonte: Diário de Petrópolis

domingo, junho 18, 2017

Hortomercado adota medidas para melhorar estacionamento

Depois de algumas reclamações dos frequentadores do Hortomercado de Itaipava, o Departamento de Agricultura da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico adotou medidas para impedir que o estacionamento do Horto seja tomado por pessoas que não pretendem consumir no local.
Para evitar transtornos, o Parque Municipal, ao lado, abriu seu “portão C”, para facilitar acesso ao público, já que há vagas de sobra por lá, segundo disse o assessor do departamento de agricultura, Jarbas Braga Neto ao Diário.
Ele diz que a Sinalpark, empresa responsável pelo estacionamento, está arranjando formas de acomodar mais carros que há vagas para garantir a circulação de clientes, especialmente porque o Hortomercado depende de clientes que estacionam apenas para as compras, ficando pouco tempo no local.
Além disso, Jarbas afirmou que o Deguste, a feira de cervejas artesanais e gastronomia que agora acontece no parque, está em comunicação com a empresa do estacionamento. Eles recebem queixas sobre funcionários que insistem em ocupar as vagas do Horto sem necessidade.
“Queremos mostrar aos agricultores que o Deguste não vai atrapalhar”, afirma o assessor.
A prefeitura planeja tornar pago o estacionamento do Hortomercado, mas ainda não existe previsão para isso. Quando acontecer, haverá abono para os consumidores do Horto. O Departamento de Agricultura fará uma reunião com a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (Cptrans) ainda nesta semana e o assunto estará em pauta.
Fonte:Diário de Petrópolis 

sábado, junho 17, 2017

taipava For All: música, exposição de cavalos, Feira Trama e produtos agrícolas

Voltar

Itaipava For All: música, exposição de cavalos, Feira Trama e produtos agrícolas
Largada do Enduro Imperial ocorre às 9h no domingo
 
A Programação do Itaipava For All segue até domingo (18.06) com eventos ecléticos no Parque Municipal, em Itaipava. Além da Exposição Estadual do Rio de Janeiro de cavalos Mangalarga Marchador, os petropolitanos e turistas estão prestigiando a 1ª Trama Expo & Feira Orgânica e Agroecológica, uma feira de produtos orgânicos, cervejas artesanais e shows musicais. No domingo, após a largada do Enduro Imperial, bandas petropolitanas animarão o público.
“Estamos resgatando a tradição hípica da cidade, uma vocação importante e dando destaque ao Parque Municipal com uma programação diversificada. Também estamos privilegiando os produtores agrícolas de Petrópolis com um espaço dedicado a eles. O evento está movimentando financeiramente a região, com hotéis e restaurantes lotados. A música, no parque, também está atraindo o público, aumentando o consumo nos demais atrativos do Itaipava For All”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.
O evento é uma realização da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por intermédio do departamento de Agricultura, em parceria com a Turispetro. O sábado (17.06) será marcado pelo último dia da Exposição Estadual do Rio de Janeiro de cavalos Mangalarga Marchador, promovida pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM). O evento conta com expositores dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.
“Muito interessante a exposição. Eu amo cavalos e fiz questão de prestigiar o evento”, conta Ana Paula dos Santos, petropolitana, que prestigiou o evento. “Uma programação que atraiu um público formado por famílias”, aponta Fiorini.
Mini-fazendinha, Música, Feira Trama e Produtos Agrícolas
Cerveja artesanal, foodtrucks, biscoitos e doces caseiros. Uma estrutura gastronômica foi montada para todos os tipos de públicos. No Itaipava For All também estão funcionando uma feira de produtos orgânicos e artesanais de produtores locais além da feira de Moda e Arte - 1ª Trama Expo & Feira, que conta com 15 expositores: sapatos, acessórios e roupas para todas as idades. Cervejas artesanais também estão em destaque. Para os pequenos, uma mini-fazendinha.
“É um evento que fortalece as vendas dos produtos, mostrando tudo o que é produzido na cidade. A iniciativa é muito bacana e o público está gostando dos espaços”, elogia Gerusa Lacerda, empresária que está expondo no local.
No sábado, a Feira Trama começa às 10h e segue até as 20h e, no domingo, das 10h às 15h. Nesse sábado a programação musical começará às 16h com aulão de forró e às 17h tem Caxote e Mará, no “Bailão For All”.

Retiradas dos kits do Enduro Imperial nesse sábado
Nesse sábado, das 19 às 21h, ocorre a distribuição do Kit do Piloto para os participantes do Enduro Imperial, colocação de totem com dados da prova e inscrições. A largada do Enduro está marcada para as 9h do domingo.
“O Enduro Imperial recebeu mais de 200 inscrições. Esperamos um público de, aproximadamente, mil visitantes no domingo, para prestigiar a largada da competição. O parque está lindo e todos os participantes estão animados e gostaram muito das outras atrações que estão sendo oferecidas no espaço”, afirmou Marcelo Farofa, um dos organizadores do Enduro Imperial.
A programação musical do domingo começa às 13h, com a banda Um dia para o Fim. Às 14h15 tem Concreto Humano e às 15h30, Sellene. Já às 16h45 tem Álcool 70. Vale destacar que não está sendo cobrada entrada para os eventos.
O Departamento de Agricultura pede a doação de um quilo de alimento não perecível ou de um agasalho. Tudo o que for arrecadado será doado para uma instituição beneficente.
Fonte:Diário de Petrópolis